Favoritos #3: Julho

Se nas últimas férias o meu foco definitivo foram os filmes, nestas não dá para negar que as séries dominaram. Nunca tive muita paciência para acompanhar séries de qualquer tipo, prefiro histórias fechadas, mas resolvi variar e dediquei meu tempo à assistir aquelas séries que chamaram minha atenção seja pelo tema, pelos comentários positivos ou pelos prêmios que receberam. Consequentemente, eu não poderia deixar de citar algumas aqui nos Favoritos do Mês. Mas não tem só séries na lista, não. Vem conferir!

Fotor_147049172725049

  • Batom Vult

Eu achei que o inverno pedia um tom um pouco mais sóbrio. Até falei no último Favoritos que estava à procura de um batom assim. Minha escolha foi o número 40 da Vult, definitivamente minha marca queridinha quando o assunto são batons. Esse rosa com um fundo meio azulado, meio lilás, vai bem em qualquer ocasião, a qualquer hora. Virou o meu nude. Gosto muito dos batons da Vult, eles duram muito nos lábios (minhas amigas sempre ficam loucas porque os meus batons sempre duram mais que o delas), a variedade de cores é enorme e o preço é excelente. Recomendo!

Fotor_147049168200871

  • Óleo de coco extra virgem

Mesmo que o preço tenha sido um pouquinho salgado (o vidro com 500 ml custou R$ 35,00, mas o preço varia entre as marcas) valeu muito a pena finalmente testar o óleo de coco. Eu gostei muito de usá-lo para fazer umectação no cabelo. Mesmo que o azeite de oliva dê um efeito parecido, o cheiro não se compara. Deixei no cabelo durante a noite e enxaguei no dia seguinte. Os fios ficam muito brilhosos e macios. Ele hidrata maravilhosamente a pele, principalmente as áreas mais ressecadas como mãos, pés, cotovelos e joelhos. Não esquecendo que dá para cozinhar também. A gordura do óleo de coco é muito mais saudável que a do óleo de soja e dá para fritar a comida numa boa. Não vivo mais sem!

FREAKS AND GEEKS (US TV SERIES)
Imagem: filmlinc.com
  • Freaks and Geeks (1999 -2000)

Ainda não consegui superar o fim precoce de Freaks and Geeks. Não entendo ainda como puderam cancelar uma série tão representativa como essa. Em apenas uma temporada de 18 episódios, Freaks and Geeks conseguiu traduzir todo o estresse, a insegurança, as delícias e desafios de ser adolescente. É inacreditável. Nem todos os filmes adolescentes que eu vi durante toda a minha vida juntos conseguiram ir tão fundo e representar tão bem essa fase da vida.

Em Freaks and Geeks nós acompanhamos o dia a dia dos irmãos Weir, Lindsay e Sam, vivendo uma típica vida de subúrbio americano. Lindsay era uma matleta certinha que decidiu vestir a parca militar do seu pai e se tornar amiga dos Freaks, como são conhecidos os delinquentes do seu colégio. Já Sam faz parte dos Geeks, apaixonados por Star Wars e Bill Murray, que acabaram de chegar à 6ª série e vão ter que lidar com a zoação dos garotos mais velhos e a paixão de Sam pela garota mais bonita da sala.

Freaks and Geeks é muito empolgante! É um sentimento duplo porque ao mesmo tempo em que você vai se apaixonando pelos personagens, você vai economizando episódios para adiar a dor que é terminar de assistir. Mas não se intimide, ela é uma série que deveria ser vista. Vale pelo humor certeiro sem ser escrachado, pela personalidade tridimensional dos personagens e pela crítica e retratação tão afiada do mundo adolescente. Virou uma favoritíssima.

Todos os episódios estão disponíveis legendados nesse canal do YouTube.

  • Trailer La La Land (2016)

Nenhum filme muito significativo esse mês, mas teve o trailer de La La Land, um musical estrelado pela Emma Stone e pelo Ryan Gosling. Tem dupla mais maravilhosa que essa? E num musical ainda mais? O filme é dirigido por Damien Chazelle, que arrasou com Whiplash em 2014. La La Land conta a história de um pianista que se apaixona por uma aspirante à atriz. Meus olhos brilharam com o trailer. Uma pena ter que esperar até 12 de janeiro para assistir.

  • Sherlock (2010 – atualmente) x How To Get Away With Murder (2014 – atualmente)

Não entendam como uma competição, só quis poupar um tópico no post. Como deve ter dado para perceber pela resenha de Bates Motel, sou muito fã de séries de mistério/suspense/policial, principalmente se elas são incríveis como Sherlock e HTGAWM. Sherlock é aquela versão contemporânea do detetive criada pela BBC em 2010 que deu o aval definitivo do talento do Benedict Cumberbatch. São três temporadas com três episódios baseados nos casos do detetive mais famoso do mundo. Muito intrigante e gostosa de assistir, para te deixar ainda mais apaixonado pela perspicácia e o raciocínio do Sherlock.

How To Get Away mostra o dia a dia de cinco estudantes de direito que são selecionados para trabalhar no escritório de Annalise Keating, sua professora de Direito Penal, ou Como Se Livrar de Um Assassinato, como ela gosta de chamar sua aula. Perdi as contas de quantas vezes perdi o fôlego com esse série. São muitos mistérios e revelações, todos mostrados aos poucos em flashbacks e flashfowards. Nada é o que parece à primeira vista. Adorei essa imersão no mundo dos advogados, coisa que eu nunca tinha feito antes. Os métodos utilizados pela Annalise para ganhar os casos são absurdos, mas muito instigantes. Sem falar que ela é uma personagem complexa e fascinante interpretada pela maravilhosa Viola Davis. Finalmente entendi por que levou tantos prêmios por essa série. Também é muito legal a visão de minorias da série, que é protagonizada por uma mulher negra e bissexual, tem a presença de um casal gay entre os personagens principais, tudo isso com um tratamento muito natural e questionador.

  • Bleeding Heart – Regina Spektor

Junho ficou agitado depois do Strokes ter dado sinal de vida com o EP Future Present Past (já era hora!) e do Two Door Cinema Club ter aparecido com o single Are We Ready (Wreck) do seu próximo álbum (para não falar de outra leva de bandas). Agora em Julho foi a vez de Regina Spektor dar o ar de sua maravilhosa graça com a fofa Bleeding Heart, que vai abrir seu próximo CD Remember Us To Life. Ela deu uma parada na música depois que seu filho nasceu e desde 2012 com What We Saw From The Cheap Seats que ela não lançava músicas novas, a não ser por You’ve Got Time, que está na trilha da série Orange Is The New Black. Foi tão bom ver uma notificação do canal dela no YouTube pipocando no meu celular. Estou muito curiosa pelo resto do álbum.

infoanimation
Imagem: Animation Info
  • Ladybug e Cat Noir – Miraculous: As Aventuras de Ladybug (2015 – atualmente)

Por fim, o casal mais gracinha do mês. Ladybug e Cat Noir são as identidades secretas de Marinette e Adrien, dois adolescentes parisienses que se transformam em super-heróis para salvar Paris dos vilões do poderoso Howk Moth. A série é uma animação infantil, mas não deixa de ser fofinha de se ver. Marinette gosta de Adrien, que por sua vez gosta da Lady Bug que não dá bola para ele. Aquela raivinha de eles nunca se tocarem quem são na vida real bate com força, mas não a diversão dura até o último episódio da temporada. Ansiosa para a próxima!

Crystal Ribeiro

2 comentários em “Favoritos #3: Julho

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.